Salmos 139: 23-24

“Minha carne odeia a oração mais que o estudo bíblico! Porque o estudo bíblico pode ser usado para a minha glória, eu posso usá-lo para saber mais que os outros, eu posso usá-lo para falar melhor que os outros, se eu estudar bastante posso falar em conferências. Mas, ninguém vai ficar sabendo sobre a minha vida de oração. Porque eu não ganharei nada dos homens. Mas ganharei muito de Deus!” Paul Washer

A motivação pelo estudo bíblico e pelo trabalho na igreja é algo que o Senhor fala muito comigo desde o momento da minha conversão. Quando o assunto é motivação, nós crentes sempre temos um problema sério. É um problema sério porque entendemos que nossa motivação em estudar a Palavra, em pregar o evangelho e em orar deve ser Cristo, mas às vezes saber a teoria não faz com que sua prática seja coerente com ela.

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” Jeremias 17:9

Nosso coração nos trai facilmente, e isso é uma realidade que temos que ter em mente para que possamos vigiar constantemente a nós mesmos. Se racionalmente entendemos que Cristo é o centro da nossa vida e que toda a glória é para Ele, o nosso coração insiste em dizer que um pedacinho da glória para nós mesmos não fará mal algum, e ainda temos a audácia de usar das coisas de Deus para ter essa “glória”. Ou ainda pensar que somos dignos de admiração por saber tanto.

Na frase de Paul Washer que iniciou esse texto, ele comenta sobre algumas motivações que saem do nosso coração pecador e que não são centradas em Cristo. E aqui vale citar que, mesmo quando regenerados pelo Espírito Santo, ainda estamos em luta constante com a nossa carne, mas é uma luta que quem vence é o próprio Espírito. Sozinhos, não temos a motivação correta para viver da maneira que devemos. Sozinhos, não conseguimos conhecer o nosso coração. Sozinhos, nós caímos facilmente no engano de que por que entendo muito da bíblia, por que tenho uma música que fala sobre Deus ou por que trabalho muito na igreja a motivação é o que menos importa, porque isso é uma mentira! Todo o trabalho, que não tem como intuito glorificar a Deus é rejeitado por Ele.

Nós não conhecemos o nosso coração, mas Deus conhece. Que a nossa oração seja sempre para que o Senhor nos guie, sonde o nosso coração e nos mostre quando a nossa motivação não está Nele.

“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro de mim um espírito inabalável.” Salmos 51:10

“Sonda-me, ó Deus, e conhece meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.” Salmos 139: 23-24

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.