Série: Os Solas da Reforma

A salvação está somente em Cristo. Ele é suficiente e eficaz por si só, fim. De Gênesis até Apocalipse Jesus é o centro. O Evangelho é muito mais que uma mensagem. O Evangelho é muito mais do que Jesus fez. O Evangelho é muito mais do que Jesus falou. O Evangelho é o próprio Jesus. Deus prometeu dar o seu Filho para nos salvar. Temos vida por causa dEle, e somente dEle. Ele é o caminho, a verdade e a vida e ninguém vai ao Pai senão por Ele¹. Bastaria isso para dizer o significado desse quarto ponto na reforma, por mais simples que possa parecer ser ainda hoje muitos não conseguem enxergar a clareza dessa verdade.

“O poder salvador da fé reside, portanto, não em si mesma, mas repousa no Salvador Todo Poderoso” – B.B. Warfield

Eu não consigo entender, como alguém pode dizer que Deus é Todo Poderoso, mas mesmo assim precisaria ainda de “ajuda” do homem (diga-se de passagem, caído) para completar a obra da redenção; não me cabe na cabeça como poderia o Cordeiro Perfeito precisar de um complemento, ou precisar de algo a mais. A proclamação de que somente Cristo é suficiente nos diz que Ele é completamente capaz de nos salvar, não só isso, mas sem Cristo nada podemos fazer por nós mesmo. Seu sacrifício não é somente eficaz, mas também necessário porque caso não o fosse estaríamos completamente perdidos, sem rumo e esperança (At 4:12).

Nós precisamos somente de Cristo para sermos salvos e somente Cristo poderia ser capaz de cumprir esta obra na sua totalidade. Apenas Ele é perfeito e sem pecados, e, caso qualquer outra coisa fosse necessária além do Seu Sacrifício para a salvação dos seus eleitos, estaríamos dizendo que Seu Sacrifício foi imperfeito ou incompleto! Veja o quão loucura é cogitar isso!

 

 

Muitos dizem que “os crentes” são prepotentes ao afirmar a “certeza da sua salvação”, pois bem, a certeza não está em nós! Mas sim no sacrifício remidor do Cordeiro Perfeito que morreu em nosso lugar. Quando afirmamos ter certeza de nossa salvação em Cristo não estamos nos achando melhores que os outros, muito pelo contrário, quando você ouvir alguém afirmando ter essa certeza, lembre-se sempre, o que ele verdadeiramente está dizendo é:  Sim, sou falho e pecador. Por mim só não iria tão longe, pelo contrário! Correria para o mais distante da cruz, não tenho forças para lutar e vencer o pecado; mas Cristo, o Cordeiro Perfeito que venceu a morte (Ap 5:9), se entregou por mim, na esperança de que em meu lugar sofreu a ira de Deus e pagou o alto preço – se você não leu o texto “sola a fide”, fica a dica-. Sou um pobre pecador miserável totalmente e incondicionalmente dependente da graça de Deus. Somente Cristo poderia cumprir esse papel! Minha certeza não reside em minhas atitudes falhas; não em mim, ser humano caído e pecador, mas sim em Cristo, o cordeiro perfeito, que derramou seu sangue purificador por mim na cruz, não é algo que eu mereço, mas graça e apenas graça. – “sola gratia” aqui

 

“E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4:12)

 

¹Aninha, obrigada pela ajuda nesse texto!

Leitura recomendada: www.ministeriofiel.com.br/artigos/detalhes/608/Solus_Christus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.