O Homem Para A Glória De Deus

O Breve Catecismo de Westminster pergunta:

“Qual o fim principal do homem?”

E responde:

“O fim principal do homem é glorificar a Deus e gozá-Lo para sempre.”

As pessoas passam suas vidas inteiras tentando encontrar um objetivo de vida, tentando encontrar uma finalidade para sua existência. Bem, aí está a resposta.
O ser humano não surgiu no mundo do nada, nem para nada, ele foi criado com o único objetivo de SERVIR a Deus, nada mais…  Não foi pelo dinheiro, nem para construir uma família, nem para arranjar um bom emprego. NÃO! Nada disso. Isso tudo vem como consequências da nossa vida aqui. São coisas que o Senhor nos concede pela Sua graça. A nossa prioridade aqui deve ser Deus. Ele é o principal, o resto é secundário. Ele não nos criou pensando na casa bonita que teríamos, ou na quantidade de filhos (estou falando como finalidade, pois é claro que toda a nossa vida já estava planejada desde antes da fundação do mundo), Ele nos criou com o objetivo de revelar a Sua glória.
 “Assim, quer vocês comam, quer bebam, quer façam qualquer outra coisa, façam tudo para a glória de Deus.” (1 Coríntios 10:31)

Devemos sempre nos lembrar que esse mundo é passageiro, o que existe aqui só permanecerá existindo enquanto o mundo existir (deu para entender?), portanto, qual a lógica em guardar tesouros aqui nesta terra? Tesouros que a traça e a ferrugem corroem. Por que não nos preocupamos mais em juntar riquezas para a eternidade? Nada nesse mundo é capaz de comprar nosso tesouro no céu.

“Tu me diriges com o teu conselho, e depois me receberás com honras. A quem tenho nos céus senão a ti? E, na terra, nada mais desejo além de estar junto a ti. O meu corpo e o meu coração poderão fraquejar, mas Deus é a força do meu coração e a minha herança para sempre.” (Salmos 73:24-26)

Que o nosso desejo mais fervoroso seja Deus. Ele deve ser o nosso universo (sim, lembrei a música Que Sejas Meu Universo), Ele deve ser nosso pensamento, servi-Lo deve ser nosso maior prazer. Ele é a nossa força e nossa fortaleza. Sabe, eu venho lendo o livro Quem Deus Realmente É (maravilhoso, diga-se de passagem) e, logo nos primeiros capítulos, Francis Chan fala que Deus é forte. Deus não tem força, Ele É a força. Deus é força e poder. Isso me faz lembrar o Deus que eu sirvo. Quando eu estiver cambaleando pelos caminhos da vida, basta olhar para Ele, porque eu sei que Ele vai me sustentar.

A vontade de Cristo é que vejamos a glória dEle, e para isso é necessário que sejamos um só com Deus. Devemos ser um com o Pai, com o Filho e com o Espírito Santo, pois Eles são um só em si mesmos (aí entra a Trindade).

“(…) para que todos sejam um, Pai, como tu estás em mim e eu em ti. Que eles também estejam em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. Dei-lhes a glória que me deste, para que eles sejam um, assim como nós somos um: eu neles e tu em mim. Que eles sejam levados à plena unidade, para que o mundo saiba que tu me enviaste, e os amaste como igualmente me amaste. Pai, quero que os que me deste estejam comigo onde eu estou e vejam a minha glória, a glória que me desterrou me amaste antes da criação do mundo.” (João 17:21-24)

Nesses versos de João, Jesus fala sobre unidade. Unidade. Corpo de Cristo. Nós cristãos somos um só corpo. Somos UM. Um com Deus. Por isso a comunhão é tão importante, comunhão com os irmãos e com Deus.

Para glorificar ao Senhor precisamos conhecê-Lo, ter comunhão com Ele, para tal é preciso que oremos e leiamos a Palavra. Esse é o nosso alimento espiritual (leia a Bíblia e faça a oração se quiser crescer) e o nosso caminho para alcançarmos um relacionamento íntimo com Deus. Sermos um com Ele.

                           “Só podemos glorificar a Deus quando sabemos quem Ele é.”

                                                                João Calvino

Deus é glorificado em nós quando nós mortificamos a nossa carne e alimentamos o nosso espírito. Ele é glorificado em nós quando Ele é prioridade em nossa vida, só aí poderemos gozá-Lo para sempre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.