Um estudo sobre 1ªTimóteo 1: 8-11

“Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; 
Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, 
Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, 
Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado.”
1 Timóteo 1:8-11

A lei foi dada pelo próprio Deus. Como, pois, não seria boa? Porém atente-se para o detalhe: quando usada legitimamente. Não como o caso em que aqueles homens queriam apedrejar a mulher adúltera (e esconder o homem que adulterou). Jesus não descumpriu a lei aqui.

Por que falar da lei se vivemos pela graça? Verdade, pela graça de Deus não somos condenados por infringir a lei, afinal de contas, bem sabemos que nunca fomos capazes de cumpri-la, nem ninguém nunca foi, como a bíblia mesmo afirma: não há um justo, nem um sequer (Rm 3.10). A lei nunca nos foi dada para que pudéssemos alcançar algo através dela, mas sim para nos mostrar a nossa necessidade extrema de um salvador. Ela é como um espelho que mostra quem realmente somos, toda a nossa podridão, nos fazendo enxergar que por nós mesmos jamais conseguiríamos cumpri-la. A lei não se promulga ao justo (vers. 9) pois ele não confia em seu poder para salvar a si mesmo. Aqueles que confiam no poder de Cristo, confiam que Ele é quem os justifica e não suas próprias atitudes.

A lei é um alerta, para que no grande dia ninguém se diga inocente, pois a ela aponta os nossos pecados. Para que ninguém se diga desconhecedor dos preceitos de Deus, pois o homem tem cravado no seu coração tais princípios (um exemplo é que mesmo em culturas distantes que não mantem contatos entre si, podemos ver que é considerado algo absurdamente ruim matar um inocente, traição e etc.). A lei aponta para Cristo, ela nos diz: nós precisamos de um salvador, pois estamos perecendo! Desde Moisés a lei apontava para o salvador. Ela não foi dada para que o povo alcançasse perfeição, mas para que eles vissem o quanto precisavam de Deus e acreditassem que Ele mesmo é quem providenciaria o sacrifício perfeito no tempo certo para redimir todo o seu povo. É por isso que nos versos seguintes, 9 e 10, o apóstolo lista para quem a lei foi dada. Para tudo o que se opões a sã doutrina. A lei condena todos aqueles que não são capazes de cumpri-la, mas Cristo nos liberta. Entretanto para aqueles que não aceitam viver sob o ensinamento do Cristo, que se opõe a sã doutrina só há uma saída possível.

Estar sob a sã doutrina de Cristo é andar em suas pegadas, viver seus ensinamentos, buscar dia após dia se parecer mais com Ele, pois Cristo não foi um ditador de regras, mas viveu tudo que pregava, assim, pois, devemos nós também.

Aonde estamos? Para onde estamos caminhando? Não há atalhos, só há um caminho (Jo 14.6) e apenas uma porta que leva a vida (Mt 7.14). Se deparar com essa verdade pode lhe assustar por não saber exatamente onde você está, ou pode lhe trazer paz, por saber que apesar de falho você tem tentado seguir as pegadas de seu Mestre. Onde você está?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.