A vida passa

Você sabe, a vida passa. O nosso corpo, então, reflete o passar do tempo, por meio das tão temidas rugas, que em minha opinião, mostram a bondade de Deus para com os seus. Só que vivemos em um mundo caído, cheio de enfermidades e adversidades, e nós não estamos isentos delas. Mas, querido leitor, convenhamos que o fato de Jesus nos dizer que Ele estaria conosco todos os dias, até a consumação do século (Mateus 28:20), muda, ou pelo menos deveria mudar, nossa perspectiva quanto a envelhecer.

Por muito tempo eu me perguntei do porque Deus permitir que seus filhos, na medida em que envelheciam, tivessem mais sofrimento. Doenças graves, degenerativas, abandono dos familiares. Que triste ver alguém passando por isso, mesmo tendo servido ao Senhor durante toda a vida. Creio que todos nós desejamos envelhecer tranquilamente, ficar com os cabelos branquinhos e ficar se balançando numa cadeira. Mas às vezes, isso não acontece.

Hoje, quando eu penso sobre o assunto, tenho uma visão completamente diferente da situação que um dia chegará até mim e até você. Se você sente certo receio de ficar velhinho ou velhinha, por favor, não tenha!

Vou contar uma coisa pra vocês, a minha avó, dona Maria Stella, vive comigo e minha família, ela já tem mais de oitenta anos e tem Mal de Alzheimer. No início, foi bem difícil aceitar isso, por que ver alguém que você ama ir embora a cada dia é muito complicado. A pessoa passa a depender pra comer, tomar banho, se locomover, para tudo! Minha vó foi uma serva de Deus, que levava seus sete filhos pra igreja todo domingo e com muita dificuldade. Ela ainda ajudou na minha criação e do meu irmão. Na minha cabeça ela não merecia isso, mas na verdade, o que conta mesmo é o que Deus pensa e faz sobre isso.

Com o passar do tempo, Deus foi me ensinando certas coisas, que somente quem convive com alguém nesse estado pode perceber. O Senhor tem me mostrado a cada dia o quanto Ele é fiel a ela. Sim, fiel. Não falta absolutamente nada a ela… nem alimento, nem amor, nem orações, nem medicamentos e outros cuidados. Ela já tem até uma fisioterapeuta! Além disso, Deus tem me ensinado através da vovó, a ter muita paciência e cuidar do outro. Ele tem me ensinado diariamente a servir, ao ter que me abaixar várias vezes por dia pra calçar os pés dela, ou alimentá-la e até mesmo ajudar a vesti-la. Claro que não é fácil e eu não faço isso sozinha, a família se mobiliza nesse trabalho, de forma que Deus tem nos abençoado por meio dessa enfermidade ao nos ensinar sobre seu caráter imutável e soberano, por mais difícil que seja de perceber, por que a vontade dele é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2), sempre!

Deus mostra a mim a cada dia que passa que a sua fidelidade é abundante mesmo que haja doença, tribulação e até mesmo a morte. Ah querido, é tão maravilhoso entender isso. Essa verdade nos consola, motiva e anima, pois nunca estamos sozinhos, ao contrário, temos um Pai que nos ama, cuida de nós e tem planos bons para cada filho seu individualmente (Jeremias 29:11).

O exemplo que eu dei pode não se adequar à sua realidade, mas Deus usa de diversas circunstâncias para nos ensinar e nos fazer frutificar, mesmo a custa de sofrimento e dificuldades, pois elas nos aperfeiçoam como ninguém! Veja o que o apóstolo Paulo nos diz em Romanos 5:3-4: “E não somente isto, mas também nos gloriamos nas próprias tribulações, sabendo que a tribulação produz perseverança; e a perseverança, experiência; e a experiência, esperança”.

Que sejamos pessoas cheias de esperança no Deus que tudo pode. Que ponhamos a nossa fé sobre aquele que não pode mentir. Que o nosso abrigo seja o Bom Pastor, o qual se sacrificou pelas suas ovelhas, para que tivessem vida, e vida em abundancia (João 10:11). Porque quando chegar o tempo que estivermos com os cabelos branquinhos, a nossa visão estiver afetada, o nosso corpo estiver fraco e mesmo que haja enfermidades, ainda sim, estaremos alegres e confiantes de que ao fecharmos os olhos nesse mundo os abriremos no céu, nosso verdadeiro lar.

 

“Aquiete-se, minha alma: o Senhor está ao seu lado.

Suporte pacientemente a cruz do pesar ou da dor.
Deixe ao seu Deus ordenar e prover;
Em todas as mudanças, fiel Ele permanecerá.
Aquiete-se, minha alma; o melhor Amigo, o Amigo celestial,
Através de caminhos espinhosos te conduz a um fim jubiloso”.

 

(Be Still My Soul – tradução)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.