O Remédio Amargo

Alguns domingos atrás o pastor disse uma frase, que me chamou muito a atenção, enquanto pregava em cima de Filipenses 1:12-20: ninguém quer provar do remédio amargo. Ele estava nos falando sobre as tribulações de Paulo e de que, mesmo em meio a cadeia e toda perseguição que enfrentava, Paulo estava sempre feliz em Cristo, não só isso, mas também feliz por saber que as coisas que o aconteciam contribuiam para o progresso do evangelho.

 

Ninguém quer provar o remédio amargo.

 

Essa frase é forte e revela muito sobre como temos vivido um evangelho egoísta, por assim dizer. Queremos as bençãos, o Pai amoroso, a graça e a paz, as boas aventuranças e alguns até mesmo apenas as “prosperidades” de Deus. De certo teremos essas coisas enquanto estamos aqui, por Sua grande misericórdia e amor para conosco, temos manhã após manhã incontáveis sortes de bençãos em nossas vidas, e glória à Deus por isso, mas nossa reflexão não segue esse caminho.

 

Ninguém quer provar o remédio amargo.

 

Esquecemos que o mesmo Deus que é amor é justiça (Sl 145:17), que um pai amoroso, exatamente por ser um pai amoroso, corrige seus filhos (Hb 12:6), até mesmo com vara se for preciso (Pv 13:24).

 

Ultimamente, no meio evangélico se ouve muito falar frases como “venha para Cristo e pare de sofrer” ou que sofrimento é “maldição”, não há racionalidade pensar dessa forma, certamente você já provou ou provará do remédio amargo, e como um bom remédio ele tem um propósito específico para sua saúde. Eu já provei, e ao meu paladar foram muito amargos, mas graças à Deus por isso. Remédios servem para nos curar, e se não tomarmos… corremos sérios riscos, não é mesmo?

 

Ninguém gosta desse sabor amargo, e não precisamos “gostar” de fato, mas precisamos entender que é necessário. Passamos por provações que tem como objetivo nos edificar e também nos aproximar de Deus, você entende? Todas as coisas cooperam para o nosso bem (Rm 8:28), são realmente TODAS as coisas.

 

Seja grato e tenha um coração ensinável para perceber a vontade de Deus em meio a todas as circunstâncias.

2 thoughts on “O Remédio Amargo

  1. Pensava sobre isso hoje de manhã, quando ia para o trabalho, em uma radio gospel tocava uma musica que era tudo menos louvor a Deus. Até alguns louvores que são ministrados tem uma conotação de egoismo, um chamado para deixar de sofrer se vc estiver com Cristo e se você não tem alcançado sua benção é por que sua fé é fraca. Parece que se louva oque Deus pode fazer por vc e não o caráter Dele, as Obras de Sua Mão, e toda a sua graça e Misericórdia de ter um dia olhado para a nossa vida de pecados e mesmo assim nos perdoado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.