Ecos Indica #5

Mais um dia de Ecos Indica e hoje ficamos entre livros e filme. Como sempre, no fim do post tem a nossa playlist, então corre lá, dá o play e volta pra ler! E não esquece de seguir o Ecos no Spotify também, todo mês a gente atualiza as músicas pra acompanhar as novas indicações da galera do blog.

Ah, e se já leu, assistiu ou pretende um dia, fala pra gente nos comentários!

 

Mayara – Paisagem na neblina (1988) – Theo Angelopoulos

Antes de mais nada, eu devo dizer que esse não é um filme com pretensão de ser religioso,  porém se visto com os olhos da fé, torna-se um filme muito mais belo do que ele realmente já é.

Sinopse: Dois irmão, Voula, de 11 anos e Alexandros, de 5, decidem fugir de casa. Deixando a mãe para trás, sem dinheiro ou referências, saem de Atenas em busca do pai desconhecido, que supostamente emigrou para a Alemanha. Durante a viagem eles enfrentam sérias dificuldades e são obrigados a amadurecer, abandonando precocemente a infância.
Ao narrar a aventura dos irmãos, o diretor se utiliza de vários elementos religiosos, desde o conto da criação do mundo no início do filme, até as cartas que Voula escreve ao pai —apresentadas de uma forma muito parecida com orações— logo, a desassociação a essa interpretação religiosa me foi impossível!
O filme nos traz um belo exemplo de fé e esperança; a fé que os permite ver e experimentar aquilo que mais ninguém se quer percebe a existência e a esperança de encontrar o que buscam, mesmo quando não enxergam na neblina de tormentos que os cercam (parece familiar? Rm 8. 24?). Enfrentam os desafios e dores em busca da única certeza que os guia: encontrar o pai.
“Tenho medo”, é a primeira frase do filme dita por um dos irmãos. Mas a esperança de encontrar aquilo que buscam é o que os move, até alcançarem seus objetivos, terão medos, mas isso não os impedirá. Deixo à vocês a curiosidade para buscar encontrar no filme essas e outras tantas referências impossíveis de não se associar… mas lembre-se: é preciso enxergar além da neblina.

 

 

Jorge – “A doutrina da graça na vida prática” – Terry Johnson
Neste livro, Johnson nos leva a refletir sobre o impacto que as doutrinas da graça têm (ou deveriam ter) em nossas vidas. Em cada capítulo é selecionado aspectos importantes da vida cristã (ex: humildade, santificação, testemunho, oração, adoração, etc.) e nos mostra como nossas doutrinas devem ter resultados práticos em nosso cotidiano.

 

 

 

 

 

 

Renata – Campo de batalha da Mente – Joyce Meyer

Medo, dúvidas, confusão, depressão, raiva e sentimentos de condenação… tudo isso é um ataque à sua mente. Se você sofre com pensamentos negativos, esteja confiante! Com seu melhor bestseller, Joyce mostra como você pode transformar sua vida mudando sua mente. Ela ensina como lidar com milhares de pensamentos que temos todos os dias e como focar nossa mente em pensar como Deus pensa.

 

 

 

 

Paola – Bela aos olhos de Deus

Deus revela de forma amorosa a visão que Ele tem da beleza, apresentando as magníficas características da mulher virtuosa de Provérbios 31. Com muita sabedoria, a autora incentiva, a nós mulheres, as mais raras virtudes da beleza e da feminilidade… o que nos torna confiantes e encantadoras ao descobrirmos que somos e seremos eternamente Bela aos olhos de Deus!

 

 

 

 

 

Thomas  – Cristo&cultura. Uma releitura – D.A Carson

Esse livro fala como Cristo se relaciona com a Igreja. Após ler eu sai com uma certeza, muitas duvidas e um medo. A certeza é de que é impossível classificar ou determinar um único método na qual o cristão deve se relacionar com a Cultura.
Duvidas sobre tudo (ou muita coisa) que eu já dei um ponto final.
Medo de ser reducionista ou minimalista quanto as questões teológicas!

 

 

 

 

Leo – Liderança e Integridade –  Ronaldo Lidório

O livro Liderança e Integridade do Reverendo Ronaldo Lidório é um trabalho que exemplifica com clareza o ministério desse pastor absolutamente genial. Trata a respeito da posição dos líderes dentro do ambiente eclesiastico ou cristão, de modo geral, apontando técnicas de auto avaliação, mostrando na Bíblia o que Deus requer de nós enquanto líderes e indica maneiras como podemos exercitar a nossa integridade moral e espiritual, consequente de uma identidade cristã sólida, nos nossos ministérios, em qualquer área que ele seja.

É uma leitura fácil, didática e proveitosa pra qualquer cristão. Vale muito a pena investir um tempo nesse livro.

 

 

Laura – O Peregrino – John Bunyan

Não sei se vocês conhecem ou já ouviram falar, mas esse é um livro muito lido no meio cristão e muito comentado também. Talvez já tenha sido indicado e, se foi, vai ser de novo. Se não, tá sendo agora. É um livro de John Bunyan, um pastor batista, e foi publicado em 1678 (meio antigo, eu sei, mas tão atual hoje quanto naqueles dias). Fala sobre a caminhada do Peregrino que vai em busca da cidade celestial. No caso, o Peregrino somos nós. Um livro muito interessante e edificante. Tem na versão normal, curta e ilustrada. Super indico e espero que vocês cresçam espiritualmente com essa obra.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.